Monday

Maravilhoso é o mundo da "psicologia da provocação"

Um dia uma pessoa muito ligada à área do desenvolvimento pessoal (é a sua vida profissional), perguntou-me o que podia fazer para eliminar os seus indesejados 5 kg a mais, que não estava a conseguir eliminar por nada deste mundo. Esta pessoa é muito activa, sempre tinha conseguido controlar o seu peso, e controla todas as suas porções alimentares.


Na minha resposta disse de propósito, para estimular o "lutador" que havia nele, que uma das alternativas de solução era a de aceitar. "Há um desaceleramento do nosso metabolismo que é normal com o passar das décadas", contei eu. Aceitar que com a idade o metabolismo já não dava para manter o peso baixo que tinha tido. Aceitar que o baixar do metabolismo torna o emagrecimento mais difícil. Disse ainda para máxima provocação: "(...) há a meu ver duas escolhas. Continuares na luta ou esculpires a tua “nova massa de corpo” da melhor forma que sabes, o que passa pela madura atitude da aceitação."

Resultado: Ele foi à sua vida e conseguiu atingir o seu objectivo. Fico super feliz por ele.

Conclusão: Como "aceitar" não fazia parte do perfil desta pessoa, tal como eu imaginava, essa hipótese funcionou como "psicologia da provocação" (termo que inventei agora) e motor de busca para uma NOVA solução - uma solução que só ele podia encontrar!
Eu não tinha uma solução. Na altura, eu era uma mera nutricionista que tinha acabado de completar o curso de Coaching. Aprendi, contudo, e atempadamente, que é cada um que encontra o seu caminho. A pessoa que me pedia ajuda nutricional era, ainda por cima, um Coach experiente! E porque encontrou uma
solução para sair da sua infeliz estagnação, fez jus à sua linda profissão! Está de mega parabéns! Viva o Coaching! É uma grande lição.


Madalena van Zeller Muñoz
Life Coach