Friday

Parceiras no Crime

Chamamos-lhe de coaching, mas isso é porque gostamos de rotular. Trata-se da nossa vida. De a aproveitarmos da melhor forma. Trata-se de termos as sensações e as experiências que fazem cada dia, um dia que valha a pena. Trata-se de irmos ajustando o nosso caminho, de irmos arriscando, de irmos acreditando - por exemplo, nas sugestões duma boa pessoa - e decidirmos escolher e escolhermos dizer "sim, vou", ou "não quero". Trata-se de sermos de novo aventureiros, e gozarmos esse thrill, ou essa adrenalina, essa sensação de novidade "o que é que vai ser isto, o que irá acontecer?", de olho arregalado e espectante!. Trata-se de irmos ao encontro daquilo que mais sentido faz para nós. E não daquilo que somos supostos fazer, ser. É muito bom viver!

Se quer experimentar uma sessão de coaching, no sentido de considerar trabalhar comigo (há que dizer as coisas como elas são), convido 7 pessoas espectaculares!

Tenho 2 novas vagas na minha agenda, e quero, com este anúncio, facilitar a nossa vida. Pão pão, queijo queijo. Está aqui dito que tenho vontade de receber novas pessoas especiais, com quem passar os próximos meses numa jornada incrível - com sensações maravilhosas, por vezes aterradoras, por vezes malucas, por vezes em silêncio, por vezes a rir, por vezes a chorar, arriscando tudo, construindo e reconstruíndo, falhando, dançando, dando tudo... comigo sempre ao seu lado.

As 7 pessoas que me contactarem primeiro, terão uma sessão comigo, skype ou presencial. E dessas 7, escolherei as duas candidatas com quem mais me identifico para uma jornada du best. Destas 2 vagas, 1 está disponível a Preço de Amiga. Caso isto ajude.

Quero tornar isto muito fácil, agradável, divertido. Adoro easy breezy........ :D

Envie-me um email, se isto lhe chamou a atenção! :D
Um abraço do tamanho da vossa vontade de fazer e sentir tudo isto!
;)
Madalena
email: coaching@madalenamunoz.com

Tuesday

Creativity awesomeness!

"Your creative muse gives ZERO fucks about your opinions regarding your capabilities or training when you make art. She doesn’t care if you think you are a shitty artist. Or not talented. Or never enough. She doesn’t pay any attention to when you compare yourself to others and fervently believe that you are lacking. She takes none of that nonsense seriously. And neither should you.
She just wants you to create. Over and over and over again. What you create is her department and none of your business. Showing up to your art is all YOU need to do.
All she ever asks of you are these three things: Trust her. Trust yourself. Trust your brush. Nothing else matters. Nothing else NEEDS to matter.
You’ve got this. Now go and create!!!"
(Chris Zydel)