Friday

HOMENS: OIÇAM BEM: SE GOSTAM DE (BOM) SEXO, ESTE POST É PARA VOCÊS!

Nos EUA, 9 em cada 10 mulheres vive insatisfeita com o seu corpo. 
No Reino Unido, só 3% das mulheres estão totalmente satisfeitas com o seu corpo. Uma TRAGÉDIA para HOMENS e mulheres!
Pois o facto de cada vez mais cedo meninas e raparigas se acharem gordas e fazerem dieta (mesmo com pesos normais) só prejudica o relacionamento com os namorados, os maridos, os irmãos, os colegas, pais, enfim toda a gente! Mas, na minha experiência de muitos anos a ouvir mulheres no consultório, e agora no life coaching, prejudica sobretudo o relacionamento homem-mulher no sentido SEXUAL.

PORQUE essa insatisfação se reflecte na sua meninisse, e depois rapariguice, e mais tarde na sua condição de mulher (womanhood é o termo que procuro…), vai-se reflectir na sua sensualidade e sexualidade – e aqui é que vocês, HOMENS heterossexuais, sentem na pele (literalmente!).

Pois a mulher que vive infeliz com as suas formas, não gosta de se mostrar nua ao seu companheiro, não gosta que ele veja certas partes mais expostas, não gosta se calhar que ele a veja em pé mas se calhar só deitada, não gosta que esteja luz para evitar que se vejam as redondezas ou as magrezas, não gosta de assumir certas posições mais reveladores da sua gordura corporal, ou das mamas grandes demais ou pequenas demais...

À mesa, num primeiro jantar juntos, por exemplo, se come muito é porque é lambona, se come pouco é porque está a fazer dieta, e ora, se está a fazer dieta é porque se acha gorda e INSUFICIENTEMENTE ADEQUADA para ele, e depois se ele (mais tarde) não diz nada sobre o corpo dela é porque ele também acha que ela é gorda, e se diz algo, será escrupulosamente julgado caso ele não seja 201% certeiro e por isso é melhor estar calado... E quando chega à parte das sobremesas, a tensão volta a subir, pois a culpa ataca desenfreada e se não for a culpa porque se consegue conter, ficam marcas do stress da contenção… Na cabeça da mulher, quanto mais depressa este jantar acabar, MELHOR!

Voltando ao "quarto", se ela durante um jantar a dois esteve tensa e ansiosa por causa das calorias, o jantar já não correu tão relaxado quanto seria desejável para se estabelecer uma boa relação, e por isso ele (VOCÊ, HOMEM) também por esta altura estará mais ansioso do que gostaria (A ANSIEDADE PEGA-SE COMO WILDFIRE!). NADA TEM PIADA JÁ!!

E como podem ver, a psicologia da mulher é só para quem quer saber…
Então é assim: a MULHER contém-se, ou tenta conter-se, e cuida do corpo no ginásio, muitas vezes como uma doida (sei do que falo no que toca a dietas), PORQUE QUER AMOR. Quer (NA GENERALIDADE) encontrar um HOMEM com quem casar, que tome conta dela, lhe dê filhos e segurança. (NADA DEMAIS…)
E a MULHER – levada pela cultura da MODA, onde os esqueletos conseguem andar, MODA ESSA que é veiculada maioritariamente pelas REVISTAS, revistas essas que são dirigidas maioritariamente por MULHERES e homens homossexuais (maioritariamente, repito), de facto recebem a mensagem ERRADA sobre O QUE É QUE OS HOMENS GOSTAM em termos de O CORPO DUMA GAJA!! SIM, a mulherada anda enganada!


Perguntem à vasta maioria dos homens SE:
1) Se gostariam de ir para a cama com uma mulher super magrinha ou um cabide de passerelle! Aposto que não. CONTUDO, é ESSE patamar de magreza que as mulheres, raparigas e meninas - que fazem dietas rigorosas e imenso ginásio, almejam! (ou mesmo que não façam dietas nem ginásio, desejariam imenso ser super magrinhas!)
2) Se sentem bem na companhia de raparigas e mulheres pouco relaxadas e pouco confiantes na sua pele – perguntem se eles acham isso atraente ou sexy! Aposto que não! CONTUDO, é esse o estado de espírito da maioria das mulheres! Quer à mesa, quer no quarto!
3) Se acham atraente ou sexy uma mulher ou rapariga que (sendo gorda ou magra, alta ou baixa, loira ou morena) se tapa, se disfarça, se esconde, e se auto critica e se julga o tempo todo – e perguntem se eles gostam deste tópico de conversa! Aposto que não! CONTUDO, é esse o comportamento diário de muitas mulheres!

ENTÃO ASSIM, como é? Se é este o noise constante, se há esta cassete na cabeça da maioria das mulheres, como é que elas se podem relacionar de forma relaxada, autêntica, divertida, amorosa com os homens, para depois casar, ter filhos e sentirem-se mais felizes?
ASSIM É UMA INFELICIDADE PEGADA. Um casamento sem sexo de elevada qualidade devido a inseguranças corporais? Um namoro sem intimidade devido a vergonhas e mais vergonhinhas? Que relacionamento é esse?


UMA SOLUÇÃO: HOMENS: LEIAM BEM: repitam várias vezes por semana de forma GENUÍNA que adoram certas partes do corpo das vossas namoradas e mulheres e amigas (hehe, cuidado). NÓS PRECISAMOS DISSO para contrabalançar a cultura invisível da magreza excessiva. Não estou a apoiar a gordura excessiva, nem a apoiar nada em concreto em termos de peso ou IMC ou nada. Estou a dizer que a VALIDAÇÃO GENUÍNA do CORPO DA MULHER pelo seu HOMEM é CHAVE para ela se relaxar, se entregar, e sentir-se melhor na sua pele. E no final do dia, ambos (no casal), beneficiam.
APOIEM as vossas mulheres à refeição também, relembrando que ADORAM vê-las felizes a comer um pouco de sobremesa de vez em quando (caso elas de coibam sempre), que elas merecem comer mais do que duas garfadas, pois precisam de ter energia para you know what (brinquem!), digam que adoram as curvas delas e que só com bons nutrientes é que as conseguem manter! Sejam verdadeiros ao mostrar que querem que elas CUIDEM dos seus corpos mas que não é nada atraente quando elas se castigam e passam fome. Digam que as AMAM no matter what (se isso for verdade!)

PORTANTO, HOMENS:
ELOGIAR & APRECIAR & APOIAR o corpo e a alimentação da sua mulher = CHANGING THE F*#%ing WORLD!!!!! smile emoticon
Um grande abraço heart emoticon heart emoticon
Madalena Muñoz - Life Coach
email: coaching@madalenamunoz.com